Archive for the ‘Poemas’ Category

Ancorado na terra de surdos

09/02/2011

Havia
um tempo
em que eu investia em
palavras
anunciando meus gritos
em todos os lugares
errados
sem conseguir fazer ninguém sentir algo real
de verdade

sem descrever rostos
distorcidos em estátuas de
bronze
ou as redes que balançavam em minha
infância
e nenhuma das coisas que
talvez
me ajudassem a erguer
meu pequeno império literário
ou  me fizessem
sentir melhor comigo
mesmo

Havia
um tempo
onde eu tentava
falar sobre
subempregos
e sobre todos os sonhos
jogados no
lixo
para pessoas que se sentem
realmente felizes com
suas próprias vidas

Você pode não
acreditar
nisso
mas essas pessoas
existem
e eu tento ficar
a uma distância segura
de cada uma delas

Vivendo do pouco salário
provido por seus pais
e observando suas faces
através de pára-brisas
enquanto eles tentam
aumentar suas bundas em
academias de musculação
e homens
de verdade
chafurdam por
comida
em grandes depósitos
de lixo

Dois caroços

01/02/2011

Eu estava em um ônibus
com um péssimo livro de poesia
que ganhei de uma garota em meu colo
e um homem me surpreende
com um papel dizendo,

PEÇO UMA CARIDADEDE
UM TROCADO
TENHO DOIS CAROÇO
NO ESTÔMAGO
CÂNCER
DUAS FILHAS
DEUS TENHA PIEDADE
DE NÓS

nenhum trocado o salvaria do cancêr
ou daria uma vida melhor
para suas duas filhas

E eu poderia encaixar aquele pedaço de papel
em qualquer livro ruim e ninguém
notaria a diferença
Ele apenas escreveu a sua dor e esperou
que alguém sentisse pena
por ela

Mas as pessoas não lhe deram nenhum dinheiro
e alguns começaram a o chamar
de vagabundo
apesar de sua semelhança com todos
aqueles poetas ruins
que elas amam comprar